segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

POEMA-FENDA



TEXTO-FENDA

Atividade de escrita recreativa, expressiva e lúdica que consiste em modificar um texto cortado verticalmente em duas metades, completando uma delas.

Os exemplos que se seguem foram construídos por dois alunos do 8º Ano da Escola Básica2,3 Tadim (Braga, 2005), a partir do poema “Arritmiade Miguel Torga:

Arritmia

A vida é lenta quando a morte tem pressa.
Faço ao corpo a promessa
De que vai acabar em breve o sofrimento
Que o tortura.
Mas, da sua clausura,
O coração,
Na cega obsessão
Com que nasceu,
Diz que não, diz que não,
A baralhar o tempo em cada pulsação
Como um relógio que endoideceu.

Miguel Torga, Diário XVI
Arritmia

A vida é lenta quando me entristeço.
Faço ao corpo a promessa do melhor.
De que vai acabar este gosto
Que o tortura.
Mas, da sua clausura da vida
O coração,
Na cega obsessão
Com que nasceu,
Diz que não, diz que não morreu
A baralhar o tempo
Como um relógio que endoideceu.

Carlos Egídio Martins
Coração em Arritmia

A vida é uma flecha quando a morte tem pressa.
Faz-me uma promessa
Fazendo acabar em breve o sofrimento
Porque o meu coração lhe dá alento.
Fecha-me em clausura,
E guarda-me nesta altura
Quando as lágrimas são
O meu,
Sofrimento que diz que não,
Quando o tempo em cada pulsação
Fica um relógio que endoideceu.

Ana Rita Silva




Partindo do tema "A Amizade", completa o seguinte poema de Alexandre O'Neill:

Amigo

Mal nos conh ___________________________________________
Inaugurámos a __________________________________________

"Amigo" é um __________________________________________
De boca em b ___________________________________________
Um olhar bem __________________________________________
Uma casa, m ___________________________________________
Um coração p ___________________________________________
Na nossa mã ____________________________________________
"Amigo" (reco __________________________________________
Escrupulosos ___________________________________________
"Amigo" é o c __________________________________________
"Amigo" é o e __________________________________________
Não o erro pe ___________________________________________
É a verdade p ___________________________________________

"Amigo" é a s ___________________________________________
"Amigo" é um __________________________________________
Um trabalho s ___________________________________________
Um espaço út ___________________________________________
"Amigo" vai s __________________________________________

(Para)Textos ‑ Português ‑ 7.º Ano. Ana Miguel de Paiva, Gabriela Barroso de Almeida, Noémia Jorge, Sónia Gonçalves Junqueira. Porto Editora, 2011, p. 210






O seguinte excerto de um poema de Manuel da Fonseca foi cortado ao meio, completa-o da forma mais expressiva possível:

O Vagabundo do Mar

Sou barco ______________________________________________
sou vagabundo __________________________________________
Não tenho ______________________________________________
nem hora _______________________________________________
é tudo _________________________________________________
tudo conforme __________________________________________
Muitas vezes ___________________________________________
largar o rumo___________________________________________
da praia ________________________________________________
Foi o vento _____________________________________________
foi o mar _______________________________________________
e não há ________________________________________________
ou foi _________________________________________________
de vagabundo ___________________________________________
Sei ___________________________________________________






Procede de igual modo com o poema do cabo-verdiano Jorge Barbosa:

Regres ______________________

Navio ond _____________________________________________
deitado so _____________________________________________

Aonde vai ______________________________________________
levado pe ______________________________________________

Que rumo ______________________________________________
navio do _______________________________________________

Aquele pa ______________________________________________
onde a vi _______________________________________________
é uma gra ______________________________________________
e um gran ______________________________________________

Leva-me c _____________________________________________
Navio _________________________________________________

Mas torna ______________________________________________


Enviar um comentário