domingo, 13 de dezembro de 2015

Gestalt prayer



I do my thing and you do your thing.
I am not in this world to live up to your expectations,
And you are not in this world to live up to mine.
You are you, and I am I,
and if by chance we find each other, it's beautiful.
If not, it can't be helped.

Fritz Perls, Gestalt Therapy Verbatim, 1969











Aos apaixonados

O desejo da gente é sempre engaiolar o outro e levá-lo pelos caminhos que são nossos. Isso vale para tudo: marido-mulher, pai-filha, mãe-filho, patrão-empregado, professor-aluno... Não admira que Sartre tenha dito que “o inferno é o outro”.
Não haverá uma saída. Lembro-me de um pequeno poema de Perls que sugere a possibilidade de uma relação sem gaiolas:

Eu sou eu
Você é você.
Eu não estou neste mundo para atender
às suas expectativas.
E você não está neste mundo para atender
às minhas expectativas.
Eu faço a minha coisa.
Você faz a sua.
E quando nos encontramos
É muito bom.


Rubem Alves, O amor que acende a lua. Campinas, Papirus, 1999.
Ler crónica completa em http://aosapaixonados.blogspot.pt/2002_12_01_archive.html




Poderá também gostar de ler:




Enviar um comentário