sexta-feira, 22 de julho de 2016

Amor é fogo

Javier Calleja

Amor é um fogo que arde sem se ver,
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente,
É dor que desatina sem dor.
É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário por entre a gente;
É um nunca contentar-se de contente;
É cuidar que ganha em se perder.
É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.
Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanas amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?
Luís de Camões


Audição do poema:
Amor é  fogo que arde sem se ver (Luís Represas & João Gil)



Linhas de leitura:
  • A utilização da forma verbal «é», ao longo do soneto, revela que o sujeito poético procura definir o Amor. A repetição dessa forma verbal indica que o Amor é um conceito difícil de definir, obrigando-o a recomeçar.
  • O Amor desperta no sujeito poético sentimentos contraditórios, bons e maus («é contentamento descontente»; «é dor que desatina sem doer»).
  • A metáfora é usada para definir expressivamente o Amor («Amor é um fogo»).
  • O oximoro é o recurso expressivo dominante no poema, sendo usado para mostrar as contradições que o Amor provoca («é ter com quem nos mata, lealdade»).
  • A expressão «fogo que arde» é um pleonasmo porque a palavra «arde» repete uma ideia já presente na palavra «fogo».
  • O último terceto tem uma estrutura diferente das estrofes anteriores, pois o sujeito poético interrompe as tentativas de definição do Amor, não entendendo como pode ser um sentimento tão bom, presente nos nossos corações, sendo tão contraditório.



Sugestão de escrita expressiva e lúdica:
  • Escreve uma quadra em que continues a definir o amor, utilizando metáforas e oximoros, à semelhança de Luís de Camões. Mantém a estrutura utilizada pelo poeta, iniciando o primeiro verso por «Amor é» e os restantes por «é». Tenta igualmente respeitar o esquema rimático abba. 
(Adaptado de P8 Português – 8.º Ano, Ana Santiago e Sofia Paixão, Texto Editora, 2012)


Poderá também gostar de:

O QUE É O AMOR?
Esta foi a pergunta feita a um grupo de crianças de 4 a 9 anos, durante uma pesquisa feita por profissionais de educação e psicologia.
Emocione-se e divirta-se com as respostas!
  • "Amor é quando alguém te magoa, e tu, mesmo muito magoado, não gritas, porque sabes que isso fere os sentimentos da outra pessoa." Mathew, 6 anos 
  • "Quando minha avó ficou com artrite, e deixou de poder dobrar-se para pintar as unhas dos pés, o meu avô passou a pintar as unhas dela, apesar de ele também ter muita artrite." Rebecca, 8 anos 
  • "Amor é quando uma menina põe perfume e o menino põe loção pós-barba, e depois saem juntos e se cheiram um ao outro." Karl, 5 anos 
  • "Eu sei que minha irmã mais velha me ama porque ela dá-me todas as suas roupas velhas e tem que sair para comprar outras." Lauren, 4 anos 
  • "Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muito amigos, apesar de se conhecerem há muito tempo."  Tommy, 6 anos 
  • "Quando alguém te ama, a forma de dizer o teu nome é diferente..." Billy, 4 anos 
  • "Amor é quando tu sais para comer e ofereces as tuas batatinhas fritas sem esperar que a outra pessoa te ofereça as batatinhas dela." Chrissy, 6 anos 
  • "Amor é quando minha mãe faz café para o meu pai e toma um gole antes, para ter certeza que está ao gosto dele." Danny, 6 anos 
  • "Amor é quem está com a gente no Natal." Bobby, 5 anos 
  • "Se queres aprender a amar melhor, deves começar com um amigo de quem não gostas." Nikka, 6 anos 
  • "Quando contas a alguém alguma coisa feia sobre ti próprio, e ficas com medo que essa pessoa por causa disso deixe de gostar de ti, aí ficas mesmo surpreendido, quando descobres que não só te continuam amando, como ainda te amam mais!" Samantha, 7 anos 
  • "Há dois tipos de amor: o nosso amor e o amor de Deus. Mas o amor de Deus consegue juntar os dois." Jenny, 4 anos 
  • "Amor é quando a nossa mãe vê o nosso papai chegar suado e mal cheiroso, e ainda diz que ele é mais bonito que o Robert Redford!" Chirs, 8 anos 
  • "Durante a minha apresentação de piano, eu vi o meu pai na plateia, acenando-me e sorrindo. Era a única pessoa que fazia isso, e eu não sentia medo." Cindy, 8 anos 
  • "Amor é quando dizes a um rapaz que a camisa que ele usa é muito bonita, e ele a veste todos os dias." Noelle, 7 anos 
  • "Não deveríamos dizer amo-te a não ser quando realmente o sentimos. E se sentimos, então deveríamos expressá-lo muitas vezes. As pessoas esquecem de o dizer" Jessica, 8 anos 
  • "Amor é abraçar-se, amor é beijar- se." Patty, 8 anos 
  • "Quando amas alguém, os teus olhos sobem e descem, e pequenas estrelas saem de ti!" Karen, 7 anos 
  • "Amor é quando o teu cão te lambe a cara, mesmo depois de o teres deixado sozinho o dia inteiro." Mary Ann, 4 anos

 (Repassado por correio eletrónico em 2003-02-24)


      
Enviar um comentário