terça-feira, 13 de junho de 2017

Ai, os pratos de arroz-doce







Ai, os pratos de arroz-doce
Com as linhas de canela!
Ai a mão branca que os trouxe!
Ai essa mão ser a dela!

s.d.
Quadras ao Gosto Popular. Fernando Pessoa. (Texto estabelecido e prefaciado por Georg Rudolf Lind e Jacinto do Prado Coelho.) Lisboa: Ática, 1965. (6ª ed., 1973). 







Nesta quadra ao gosto popular, de Fernando Pessoa, a interjeição “Ai” indicia, primeiramente, o entusiasmo e a felicidade associados ao arroz-doce.

Logo a seguir, percebemos que os pratos de tal doçura são o prenúncio da chegada de alguém, pois o sujeito poético solta um suspiro a cada uma das mãos que os transportam, desejando, com a última interjeição, que uma delas seja a parte do todo de que está à espera, isto é, da figura feminina que lhe inspira estes versos de emoção e ternura.

Enviar um comentário