sábado, 14 de outubro de 2017

ESCADA SEM CORRIMÃO

 


ESCADA SEM CORRIMÃO

É uma escada em caracol
e que não tem corrimão.
Vai a caminho do Sol
mas nunca passa do chão.

Os degraus, quanto mais altos,
mais estragados estão.
Nem sustos nem sobressaltos
servem sequer de lição.

Quem tem medo não a sobe.
Quem tem sonhos também não.
Há quem chegue a deitar fora
o lastro do coração.

Sobe-se numa corrida.
Correm-se p’rigos em vão.
Adivinhaste: é a vida
a escada sem corrimão.

David Mourão-Ferreira, "Escada sem corrimão", in Antologia Poética [1948-1983]



VOCABULÁRIO:
lastro (verso 12) – peso que se mete no porão de uma embarcação, para lhe aumentar a estabilidade.

QUESTIONÁRIO:
1. Identifica um verso da primeira estrofe que ajude a compreender o comportamento descrito no verso «Quem tem medo não a sobe.» (verso 9). Justifica a tua escolha.
2. Se o nome «chão» (verso 4) for considerado metáfora de «ignorância», como se poderá interpretar o verso «Vai a caminho do Sol» (verso 3)?
3. Explica de que modo os versos «Os degraus, quanto mais altos, / mais estragados estão.» (versos 5 e 6) podem caracterizar o ciclo de vida de um ser humano.
4. Tendo em conta o significado da «escada», no poema, o que nos diz sobre a vida o verso «Sobe-se numa corrida.» (verso 13)?
5. Imagina que, na tua Escola, estão a ser reunidos textos para duas antologias de poesia com os títulos seguintes: I - POESIA COM ENIGMAS; II - POESIA SOBRE O TEMPO. Em qual dessas antologias publicarias o poema «Escada sem corrimão»? Justifica a tua opção, com base na leitura que fizeste desse poema.

GAVE, Exame Nacional n.º 22, 2006, 1.ª chamada. Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 209/2002, de 17 de outubro

CHAVE DE RESPOSTAS:
1. O verso “É uma escada em caracol” põe em evidência o perigo para quem sobe tal escada, pois a cabeça fica a andar à roda. Ou: O verso “e que não tem corrimão” mostra que a escada é perigosa por falta de apoio. Ou Uma escada que “Vai a caminho do Sol” é uma escada tão íngreme e alta que será difícil subi-la.
2. Significa que há a intenção e o esforço para se sair da “ignorância” e alcançar o conhecimento, apesar do percurso ser difícil.
3. À medida que a vida passa, as condições do ser humano degradam-se e, consequentemente, aumentam as dificuldades para subir os degraus mais altos da escada da vida.
4. O verso indica que a perceção que se tem da vida é que ela passa muito depressa.
5. Publicá-lo-ia na antologia “Poesia com Enigmas”, pois o texto assenta numa metáfora da vida humana, constituindo, assim, um enigma para o leitor decifrar. Ou: Publicá-lo-ia na antologia “Poesia sobre o Tempo”, uma vez que o texto refere a passagem do tempo na vivência do ser humano.
http://www.eidh.eu/exames-13_14/9_ano_portugues/resolucao/2006_1C_SOL.pdf


Sculptural handrail by Art smith Libor Hurda

Enviar um comentário