quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

O BICHO (Sitiados)




O BICHO

O amor é um bicho,
Que nos come a solidão.
O amor é uma flor,
Que canta uma canção.

O amor é uma casa,
Onde nunca estamos sós.
O amor é um bicho,
E eu cá sou uma noz.

O amor. O amor. O amor.
O amor, o amor somos nós.

O amor é um barco,
Que nunca vai afundar.
O amor é um avião,
Que nunca vai aterrar.

O amor é um disco,
Que não pára de girar.
O amor é um livro,
Que nunca há-de acabar.

O amor é uma janela,
Que só dá para o coração.
O amor é um telheiro,
Que nos protege da monção.

O amor é um guarda-chuva,
Onde cabe sempre mais um.
O amor não é dinheiro,
Não precisa de nenhum.


Sitiados, e agora…!? (1993)






Poderá também gostar de:


Enviar um comentário